TRE-AP cassa mandato da deputada Silvia Waiãpi (PL)

direitaonline



O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá cassou, nesta quarta-feira (19), o mandato da deputada federal Silvia Waiãpi (PL-AP). A decisão foi tomada por unanimidade pelos desembargadores durante a sessão judiciária realizada em Macapá, que rejeitaram a prestação de contas da deputada.

Silvia Waiãpi foi denunciada pelo Ministério Público (MP) Eleitoral por suposto uso ilícito de recursos públicos. A representação alegava que ela teria utilizado R$ 9 mil dos fundos de sua campanha de 2022 para pagar uma harmonização facial em um consultório odontológico em Macapá.

A assessoria de Silvia Waiãpi informou, por meio de nota, que soube da cassação pela imprensa e ressaltou que as contas já haviam sido julgadas e aprovadas pelo TRE-AP anteriormente. A nota também mencionou que nem a deputada nem seus advogados foram intimados sobre o julgamento.

Na época, a coordenadora de campanha de Silvia, Maitê Mastop, procurou o MP Eleitoral para registrar a denúncia. Além da coordenadora, o profissional que realizou o procedimento estético também prestou depoimento. A representação do MP Eleitoral inclui comprovantes de transferências bancárias e pagamentos realizados na clínica.

De acordo com a denúncia, o procedimento estético foi realizado em várias sessões, começando no dia 29 de agosto de 2022, o mesmo dia em que Silvia recebeu os recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). O MP alegou que os depoimentos indicam que Silvia teria transferido o dinheiro da conta da campanha para a conta pessoal da coordenadora, que então efetuou o pagamento pela harmonização facial, por ordem da candidata.

O advogado de Maitê informou, na época, que ela foi induzida ao erro e que buscará mudar sua condição de acusada para testemunha. Em nota, a defesa afirmou que, após perceber o ato, a coordenadora procurou o MP. E mais: Governo argentino encaminha a Moraes lista de refugiados brasileiros do ‘8 de Janeiro’. Clique AQUI para ver. (Foto: Agência Câmara; Fonte: G1)

 

Gostou? Compartilhe!
Next Post

Parlamentares do Psol protestam fantasiadas em frente à sede do Partido Liberal (PL) em SP

Um grupo de parlamentares do PSOL se fantasiou como personagens da série “O Conto da Aia” e protestou em frente à sede do Partido Liberal (PL) em São Paulo, na manhã desta quinta-feira (20/6), contra o Projeto de Lei 1904/2024, conhecido como “PL do aborto”. O projeto equipara o aborto […]