Bolsonaro e prefeito de SP resolvem problema de 90 anos na cidade

direitaonline



Quando há vontade política, é possível, sim, resolver problemas crônicos no Brasil. Prova disso é que, nesta quarta-feira (15), o presidente Bolsonaro possibilitou o fim do imbróglio sobre o Campo de Marte, aeroporto de aviões de pequeno porte na cidade de São Paulo que a união e a capital paulsita disputavam desde a década de 30.

Após meses de negociação, Bolsonaro e Ricardo Nunes, prefeito da cidade, se reuniram no hoje no pavilhão de autoridades do Aeroporto de Congonhas, na zona sul, para acertar os últimos detalhes na negociação, que vai liberar R$ 3 bilhões por ano do orçamento municipal para investimentos.

A área de dois quilômetros quadrados abriga um aeroporto, um hospital militar e demais dependências da Aeronáutica e é objeto de disputa há quase 90 anos, quando o então governo de Getúlio Vargas tomou posse do local durante a Revolução Constitucionalista de 1932.

Pela proposta fechada nesta quarta, o terreno passa em definitivo para o governo federal a partir da extinção da dívida de R$ 25 bilhões do município.

O acordo entre ambos ainda precisará ser validado pela câmara dos vereadores de São Paulo e pela “toda poderosa” Suprema Corte Federal.

E veja também: Ciro Gomes delira e diz que culpa da busca e apreensão que recebeu hoje da PF é culpa do Bolsonaro. Clique aqui para ler isso.

Nosso canal no Whatsapp. Entre!
https://chat.whatsapp.com/BW01tKlnt0Y7oxkuWnIotD


BOLSONARO: O SEGREDO DO SUCESSO!
Nessa e-book você vai ter acesso aos bastidores da vida de Jair Bolsonaro, conhecendo os principais motivos que levaram o atual Presidente a ser uma pessoa de sucesso nas principais áreas da vida, e também aprendendo com ele a ser uma pessoa bem sucedida. Clique AQUI e saiba mais sobre esse incrível trabalho!


Gostou? Compartilhe!
Next Post

MPF quer que governo Bolsonaro pague R$ 100 mil a cada família de vítima da Covid

Em mais uma prova que o Brasil não é um país sério, nesta quarta-feira (15), o Ministério Público Federal enviou à Justiça uma ação civil pública contra a União pedindo uma indenização bizarra de R$ 100 mil a cada uma das famílias das vítimas da covid19. Até o momento, faleceram […]