Allan dos Santos aciona Moraes em corte internacional dos direitos humanos

direitaonline



O jornalista Allan dos Santos, da empresa jornalística Terça Livre, entrou com ação contra Alexandre de Moraes na Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) nesta quinta-feira (9). A CIDH é órgão da Organização dos Estados Americanos. Allan pede ao órgão que as decisões de Moraes contra ele sejam revogadas.

“Cabe lembrar que a ordem de Alexandre de Moraes deixou cerca de 50 colaboradores do Terça Livre TV sem o salário ao bloquear as contas bancárias da empresa”, informou a defesa do jornalista.

Na ação, o jornalista solicita que o órgão recomende que a prisão decretada por Moraes seja revogada.

Em entrevista à Revista Oeste, diversos juristas criticam as decisões de Alexandre de Moraes. A deputada estadual Janaina Paschoal criticou o inquérito das fake news. “Esse inquérito subverte todas as regras inerentes ao devido processo legal”, constatou.

Denúncias precisam ser feitas pela Procuradoria-Geral da República ou pelo Ministério Público Federal. Na sequência, um pedido é enviado ao STF”. A defesa será exercida por um advogado e cabe ao Supremo apenas julgar os casos. O STF não tem o direito de abrir uma investigação criminal como a das fake news“, afirma Dircêo Torrecillas Ramos, jurista e membro da Academia Paulista de Letras Jurídicas, concorda que não compete ao STF apurar, denunciar e julgar.

E leia também: Revista IstoÉ coloca prédio à venda para pagar as dívidas. Clique aqui para ler.

Fonte: Oeste

Nosso canal no Whatsapp. Entre!
https://chat.whatsapp.com/BW01tKlnt0Y7oxkuWnIotD

Gostou? Compartilhe!
Next Post

Trump xinga Netanyahu e reconhece coragem de Bolsonaro e Putin

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump reconheceu a coragem dos líderes mundiais Wladimir Putin e Jair Bolsonaro em 2022 e fez críticas duras a Benjamim Netanyahu. Em entrevista a um jornalista para a publicação de um livro, Trump relembrou a coragem de Bolsonaro e Putin em não reconhecer de […]